Conheça suas opções de tratamento
Conheça suas opções de tratamento
Conheça suas opções de tratamento

Conheça suas opções de tratamento

Conheça suas opções de tratamento

Existem muitas opções de tratamento eficazes disponíveis para sangramento uterino anormal que podem colocá-la de volta ao controle de sua vida. As opções de tratamento geralmente se encaixam em uma das três categorias: não hormonais, hormonais ou cirúrgicas, e seu médico pode ajudá-la a encontrar a opção certa para você, dependendo da causa do sangramento uterino anormal, do seu histórico médico e de suas preferências.

O SUA é um sintoma que pode ser causado por várias condições médicas subjacentes. Na prática clínica, existem vários tratamentos que são usados, apesar de não serem especificamente aprovados para SUA. A seção a seguir é destinada a fornecer uma visão geral do que é prática clínica. Esteja ciente de que o nome de um produto específico pode variar de país para país.

Uma nota sobre anemia...

É muito comum que mulheres com Sangramento Uterino Anormal desenvolvam anemia, devido à perda excessiva de sangue. Se isso estiver acontecendo com você, seu médico pode recomendar que você tome suplementos regulares de ferro para tratar ou prevenir a anemia. Não se esqueça de comer bem. O ferro é uma ótima opção para esta situação e está presente em muitos alimentos, por isso, da próxima vez que você fizer compras, mantenha nossas sugestões em mente.

Opções de tratamento não hormonal

Os dois principais tratamentos não hormonais são os AINEs e o ácido tranexâmico. Eles podem ser prescritos isoladamente, em conjunto ou em combinação com opções de tratamento hormonal.

Ácido Tranexâmico

Ácido Tranexâmico

Redução do sangramento
40-60
COMO É UTILIZADO

Por via oral

COMO FUNCIONA

Reduz o sangramento ajudando o sangue a coagular

REGIME

Todos os meses no início do período menstrual, por um período máximo de 4 dias

MAIS INFORMAÇÕES

Eles geralmente são prescritos em associação com outros tratamentos e não têm efeito contraceptivo

POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS

Diarreia, náusea, vômito

AINEs (Anti-inflamatórios não esteroidais)

AINEs (Anti-inflamatórios não esteroidais)

Redução do sangramento
40-60
COMO É UTILIZADO

Por via oral

COMO FUNCIONA

Eles reduzem a produção de uma substância chamada prostaglandina, que está ligada a menstruação intensa

REGIME

Todos os meses no início ou um pouco antes do período menstrual

MAIS INFORMAÇÕES

Além de reduzir o sangramento, eles também aliviam a dor associada a menstruação. Eles geralmente são prescritos em associação com outros tratamentos e não têm efeito contraceptivo

POSSÍVEIS EFEITOS COLATERAIS

Dor de estômago, azia, úlceras estomacais

Opções de tratamento hormonal

Os tratamentos hormonais podem ser altamente eficazes para aliviar o Sangramento Uterino Anormal e existem várias opções disponíveis, dependendo de suas preferências e necessidades.

Sistema Intrauterino

SIU – Sistema Intrauterino

Redução do sangramento
> 90%
Como é utilizado

Colocado no útero (por seu médico)

Como funciona

Um pequeno dispositivo intrauterino libera uma progestina (levonorgestrel), o que torna o revestimento uterino fino e diminui o fluxo sanguíneo menstrual e cólicas. Pode até fazer com que sua menstruação pare completamente!

Regime

Dura até 5 anos

Mais informações

Reduz o seu sangramento e também é aprovado como contraceptivo

Possíveis efeitos colaterais

Sangramento irregular (especialmente nos primeiros 3 meses após a colocação), sensibilidade mamária, acne

Pílulas anticoncepcionais

Pílulas anticoncepcionais

Redução do sangramento
70-90%
Como é utilizado

Por via oral

Como isso funciona?

As pílulas contraceptiva orais combinadas regulam os ciclos menstruais e fazem o revestimento uterino mais fino, reduzindo os episódios de sangramento menstrual excessivo ou prolongado

Regime

Diariamente (por volta da mesma hora)

Mais informações

Não só reduz o seu sangramento, mas também é um contraceptivo eficaz, contanto que você tome corretamente

Possíveis efeitos colaterais

Alterações de humor, náusea, dor de cabeça, sensibilidade mamária

Pílulas contendo estrogênio pode aumentar o risco de formação de coágulos dentro dos vasos sanguíneos (trombose). Este é um evento adverso grave, mas raro

Análogo do hormônio liberador de gonadotropina (GnRH-a)

Análogo do hormônio liberador de gonadotropina (GnRH-a)

Redução do sangramento
70-90%
Como é utilizado

Injeção

Como funciona

Injeções mensais reduzem o tamanho dos miomas ao simular a menopausa

Regime

Injeção mensal, durante 3 meses normalmente antes da cirurgia

Mais informações

Reduz o sangramento intenso interrompendo completamente a menstruação ao simular a menopausa Embora seja improvável que você engravide durante este tratamento, recomenda-se a utilização de um método de barreira (como preservativos)

Possíveis efeitos colaterais

Sintomas semelhantes à menopausa (ondas de calor, aumento da transpiração, secura vaginal)

Progestagênios orais de alta dose

Progestagênios orais de alta dose

Redução do sangramento
60-70%
Como é utilizado

Por via oral

Como funciona

Eles evitam que o revestimento uterino se acumule, tornando o sangramento menstrual mais leve

Regime

É tomado por mais de 3 semanas

Mais informações

Eles também podem ser tomados como contraceptivos

Possíveis efeitos colaterais

Ganho de peso, sensibilidade mamária, dores de cabeça

Opções cirúrgicas

Algumas mulheres com Sangramento Uterino Anormal podem necessitar de um procedimento cirúrgico, especialmente se houver uma doença uterina ou quando o tratamento clínico falhar em controlar os sintomas ou não for tolerado.

Dilatação e Curetagem uterina

Dilatação e Curetagem uterina (D&C)

O que é e quando é feito

Comumente referido como D&C ou “raspagem”, é um procedimento cirúrgico em que o cirurgião dilata o colo do útero(a entrada do útero) e raspa o revestimento do útero, que é então enviado para análise. Geralmente é realizado em mulheres com sangramento grave que precisa ser interrompido rapidamente

Como funciona

Remover o revestimento do útero interrompe o sangramento intenso. Como o revestimento vai crescer novamente, o efeito é apenas transitório, então outro tratamento deve ser iniciado após a cirurgia

Mais informações

À medida que uma amostra é analisada, informações significativas podem ser obtidas sobre uma possível causa para o Sangramento Uterino Anormal.

O procedimento é realizado sob anestesia geral

O que esperar depois do procedimento e possíveis riscos

Nos 2 ou 3 dias após o procedimento, você pode apresentar cólicas na barriga, como dores menstruais. Você também pode apresentar algum sangramento vaginal, como uma menstruação leve. A D&C tem alguns riscos, incluindo perfuração uterina [Sobreposição de glossário] e infecção

Ablação endometrial

Ablação endometrial

O que é e quando é feito

A ablação endometrial envolve a destruição do revestimento do útero. Diferentes técnicas podem ser usadas e geralmente são realizadas sob anestesia local. Após o procedimento, você pode ir para casa no mesmo dia.

Geralmente é realizada apenas quando o tratamento medicamentoso falha em controlar o Sangramento Uterino Anormal e em mulheres que não desejam engravidar no futuro

Como funciona

Destruir o revestimento do útero interrompe o sangramento intenso

Mais informações

É improvável que você possa engravidar após a ablação endometrial. Se fizer isso, você terá um risco maior de aborto e complicações. O procedimento não é recomendado se você ainda quiser ter filhos. Muitas vezes nem todo tecido é destruído, então algum tipo de sangramento pode retornar

O que esperar depois do procedimento e possíveis riscos

Nos 2 ou 3 dias após o procedimento, você pode apresentar cólicas na barriga, como dores menstruais. Você também pode ter um corrimento aquoso fino misturado com sangue, que pode durar algumas semanas. A ablação endometrial tem poucos riscos, incluindo infecção, sangramento e perfuração uterina. Com alguns métodos, há também um risco de queimadura

Embolização da artéria uterina

Embolização da artéria uterina (UAE)

O que é e quando é feito

Este procedimento envolve o bloqueio dos vasos sanguíneos que suprem os miomas, fazendo com que eles encolham. Isso é feito sob orientação de raios X, com um pequeno tubo inserido no grande vaso sanguíneo em sua coxa.

Isso é feito quando o Sangramento Uterino Anormal é causado por miomas, em mulheres que não querem engravidar no futuro

Como funciona

Pequenas partículas são injetadas através do tubo para bloquear as artérias que fornecem sangue ao mioma, fazendo com que ele encolha e reduza o Sangramento Uterino Anormal

Mais informações

Este procedimento não é recomendado para mulheres que desejam engravidar no futuro

O que esperar depois do procedimento e possíveis riscos

Nos 2 ou 3 dias após o procedimento, você pode sentir fortes dores e cólicas.

Tal como acontece com outros procedimentos cirúrgicos, existe o risco de infecção e danos a outros órgãos. Uma vez que os ovários e o útero compartilham alguns vasos sanguíneos, pode haver ruptura do suprimento de sangue ovariano que pode levar à menopausa

Miomectomia

Miomectomia

O que é e quando é feito

Este procedimento cirúrgico envolve a remoção dos miomas que estão causando Sangramento Uterino Anormal.

É realizado quando o sangramento menstrual intenso é causado por miomas, em pacientes que desejam preservar o útero. Também é indicado para algumas mulheres com miomas e infertilidade antes de serem submetidas a técnicas de reprodução assistida

Como funciona

Envolve cirurgia para remover miomas do seu útero

Mais informações

Após o procedimento, não é recomendado engravidar por pelo menos 6 meses

O que esperar depois do procedimento e possíveis riscos

Após a cirurgia, você precisará tomar medicação para a dor e para prevenir a infecção. Você pode apresentar algumas manchas ou marcas vaginais.

Os riscos associados à cirurgia podem incluir perda de sangue intensa durante a cirurgia e infecção. Em alguns casos, a remoção do útero pode ser necessária. Uma miomectomia pode aumentar certos riscos durante a gravidez e o parto. Esta cirurgia é realizada sob anestesia

Histerectomia

Histerectomia

O que é e quando é feito

Este procedimento cirúrgico consiste em remover o útero, parando qualquer menstruação futura. É realizado quando todos os outros tratamentos foram experimentados ou discutidos. Você deve ser informada sobre os benefícios e desvantagens do procedimento

Como funciona

Ao remover o útero, você não terá mais menstruações

Mais informações

Este procedimento não é recomendado para mulheres que desejam engravidar no futuro

O que esperar depois do procedimento e possíveis riscos

Após a cirurgia, você precisará tomar medicação para a dor e para prevenir a infecção. Você pode ter corrimento vaginal de vários dias a semanas. O tempo de operação e recuperação é mais longo do que em outros tipos de cirurgia para tratar o Sangramento Uterino Anormal. Algumas complicações podem ocorrer, incluindo infecção, sangramento e danos a outros órgãos. Esta cirurgia é realizada sob anestesia

Você pode também estar interessada em

Prepare sua consulta com o médico

Conheça as principais dicas sobre como se preparar para sua próxima visita ao médico.

Perguntas frequentes

Descubra as respostas às suas perguntas sobre como conviver e lidar com menstruações intensas.